sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Um Lenin anarquista, louco, isolado

Em abril de 1917, Lenin desembarcava na Estação Finlândia vindo do exílio. Trazia em sua bagagem as famosas “Teses de Abril”, nas quais defendia que à Revolução de Fevereiro deveria seguir-se outra. Aquela que entregaria o poder aos sovietes dos operários, camponeses e soldados.

O impacto de seu pronunciamento sobre a esquerda russa da época foi enorme. Mas não pelas melhores razões. Em seu livro “October, The Story of the Russian Revolution”, China Miéville, escreve:

Seu discurso desencadeou um pandemônio. O impacto das teses era eletrizante, e o isolamento de Lenin quase total. Todos os oradores que falaram depois dele o criticaram. Tsereteli, o proeminente menchevique que Lenin tanto denunciata, acusou-o de romper com Marx e Engels. Goldenberg, um menchevique que já fora um líder bolchevique, disse que Lênin era agora um anarquista, "ocupava o trono de Bakunin". As palavras de Lênin, gritaram o furioso e menchevique Bogdanov, eram "delírios de um louco".

Seus próprios companheiros de partido receberam muito mal suas propostas. No comitê central dos bolcheviques:

Ele estava completamente isolado. Mais, que isso, para seus camaradas era necessário que sua voz fosse silenciada. Sua mensagem não chegasse aos trabalhadores de Petrogrado, nem aos comitês bolcheviques de Petrogrado ou Moscou. E não porque pensassem que as propostas de Lênin seriam rechaçadas, mas porque poderiam ser aceitas.

Mais uma vez fica claro que é falsa a ideia de que o partido bolchevique fosse dirigido de forma ditatorial por Lênin. Um mito que interessa à direita espalhar, mas cultivado também pela esquerda autoritária. Ambas igualmente conservadoras em suas relações com os explorados e oprimidos.

Leia também:
Em 1905, uma revolta ortográfica na Rússia

2 comentários:

  1. Não seria isto consequência de o partido ser demasiado industrial e disciplinado Estado Maior, quer dizer, ser um tanto hardware e Lênin ser o software e/ou o Mestre deste Estado Maior de Discípulos e/ou de Disciplinados. Ora, os Disciplinados Discípulos tendem a obedecer e não a criar, enquanto que o Criativo Mestre tende a gerar novas orientações e a inovar

    ResponderExcluir
  2. Quero comentar como https://singularidadeabstrata.wordpress.com/ mas vem uma mensagem dizendo que não é aceito, mas eu que nada entendo disso, não consigo achar a saída para que meu comentário como tal seja aceito. A liberdade da internet tem suas interdições, são estas similares àquelas de um partido organizado sob o modelo de meio de produção industrial?! Afinal, a internet não é mesmo um meio natural e sim um meio industrial avançadíssimo que é inclusive automático e/ou pura maquinaria na maior parte do tempo!??!

    ResponderExcluir