quarta-feira, 10 de junho de 2015

Tira os tubos, PT!

O paciente saiu do coma e permanece consciente graças a tubos ligados a aparelhos.

Depois de 15 anos inconsciente queria notícias. Principalmente, sobre seu querido partido político, o PT.

Parentes e companheiros tentaram desconversar. “Qual o problema? Digam logo! ”, protestou o recém-desperto. Bem, disseram-lhe, Lula foi eleito presidente e o PT está no comando do governo federal há 12 anos.

Ótimo, comemorou o convalescente. “Nada como ver a direita e os velhos canalhas conservadores longe do poder, certo? ”

Não é bem assim, foi a resposta. No apoio parlamentar ao governo estão Collor, Maluf e Calheiros, por exemplo. As campanhas eleitorais petistas são financiadas por empreiteiras, bancos e grandes empresas.

Assustado, o paciente gritou: “Tira os tubos! ”. Ele preferia o sono profundo à realidade que se revelava. Só ficou mais calmo quando soube que a vida dos mais pobres melhorou, o desemprego despencou, o salário mínimo subiu. Mas...

“Mas o quê? ”, exigiu saber o acamado. Responderam-lhe que o PT teve que fazer concessões demais para se manter no poder.

“Um exemplo! ”, pediu o desenganado. E disseram-lhe que os governos petistas foram reproduzindo aos poucos o programa neoliberal tucano.

Buscando consolo, o moribundo implorou: “Me digam, pelo menos, que alguém da época dos militares foi pra cadeia! ”. Responderam-lhe que sim. “Quem? Carrascos, torturadores, generais? ”, perguntou o enfermo.

A resposta veio seca e dura: “Nada disso. Estes continuam soltos e tranquilos. Prisão, mesmo, só pra José Genoino, Zé Dirceu e mais alguns. Por corrupção”.

Depois disso, o pobre paciente deixou de pedir que lhe tirassem os tubos. Ele mesmo os arrancou.

Leia também:
Tira os tubos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário