terça-feira, 20 de setembro de 2016

Crimes de Lula. Com provas

Lula não deveria ser julgado por possuir um tríplex que ninguém provou ser dele. Há coisas muito mais graves.

Em 13/9, Joaci Cunha, professor da Universidade Católica do Salvador, apresentou a conferência “Financeirização e efeitos sobre a estrutura agrária brasileira”, durante colóquio do Instituto Humanitas Unisinos.

Segundo ele, nos últimos 50 anos, a ampliação latifundiária no Brasil ocorreu em dois momentos principais. Durante a ditadura militar de 64 e, vejam só, sob os governos petistas.

De 1967 a 1977, os generais ampliaram a área ocupada por grandes propriedades no Brasil em cerca de 70 milhões de hectares. Durante os governos Lula, ocorreu uma concentração fundiária de mais 104 milhões de hectares, afirma o professor.

Citando dados do Ipea, Cunha afirma que somente as exportações do complexo de soja se apropriaram de 129 bilhões de m3 de água, em 2013. Um volume equivalente ao consumo anual das populações chinesa e latino-americanas juntas.

Já a agricultura familiar, responde por 70% da produção de alimentos e emprega 74% da força de trabalho rural do País. Mas recebe apenas 14% do crédito agrícola nacional e ocupa 24% das terras agricultáveis. 

Houve avanços, admite o palestrante, mas foram setorizados e particularizados, aumentando a diferenciação entre os camponeses.

A agricultura familiar chega a ultrapassar a produção do agronegócio na produção de café, arroz e milho. Mas em outros setores, 80% dos camponeses mal conseguem gerar renda para manter sua família. E em certas regiões, 20% deles não geram renda alguma.

Estes são os verdadeiros crimes pelos quais Lula e seus liderados devem responder diante dos tribunais da História. E há muito mais...

Leia também: Sobre provas, convicções e hóspedes indesejáveis

2 comentários: