sexta-feira, 18 de março de 2016

Proposta de emendas à Lei Antiterrorismo

Nem bem foi aprovada a Lei Antiterrorismo, já é hora de aperfeiçoá-la. Abaixo, algumas propostas de emendas:

- Proibido usar vestimentas ou portar bandeiras da cor vermelha ou predominantemente vermelha na proporção de 70% (setenta por cento).

Obs.: A determinação acima não se aplica aos que tenham cabelos ruivos, desde que estes sejam naturais.

- Interditado o porte de recipiente contendo solução líquida com os seguintes componentes: Ricinoleato de Sódio, Óleo de Pinho, Hipoclorito de Sódio, Corante Castanho Pinho Sol e Água. Conhecido comercialmente como “Pinho Sol”.

- Será punido o cidadão que se recusar a receber e exibir bandeiras ou outros símbolos pátrios, que lhes forem ofertados em qualquer ambiente público ou privado.

- Será punido o cidadão que recusar-se a cantar os hinos pátrios. Aos portadores de deficiências auditivas será exigida a utilização da versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras).

- Proibido tratar a mulher eventualmente investida no cargo de chefe do Executivo nacional como “Presidenta” no lugar de “Presidente”.

- Proibido entoar cantos em que apareçam os termos “trabalhador” ou “povo”, como em “Trabalhador unido, jamais será vencido”. Em seu lugar recomenda-se obrigatoriamente a palavra-de-ordem “Sou brasileiroooo, com muito orgulho, com muito amoooor”.

- Proibido declarar-se a favor de direitos, incluindo cotas e legislações especiais de proteção, para minorias, como homossexuais, povos indígenas, portadores de necessidades especiais; e maiorias, como mulheres.

- Ficam autorizados a garantir o cumprimento das presentes determinações legais quaisquer grupos que ostensivamente exibam símbolos pátrios, autodenominem-se combatentes da corrupção e defensores dos valores nacionais e tenham desenvolvido habilidades físicas como jiu-jitsu, karatê, boxe entre outras, necessárias para assegurar a aplicação eficiente das medidas repressivas.

Um comentário:

  1. Muito boa essa... do jeito que a intolerância rouba a cena nas relações interpessoais e sociais, tais aperfeiçoamentos são bem possíveis.

    Abraço!

    ResponderExcluir