segunda-feira, 27 de março de 2017

Na era Trump, um pesadelo utópico feminino

Em 20/03, manifestantes ocuparam o Senado estadual do Texas para protestar contra tentativas de restringir o direito ao aborto no Estado.

Algumas mulheres que participaram da atividade vestiam hábitos vermelhos. Era uma referência às roupas da personagem principal do livro “O conto da aia”, de Margaret Atwood.

Publicado em 1985, a obra mostra um futuro em que as mulheres vivem um pesadelo opressivo. Neste pesadelo utópico, elas não passam de serviçais condenadas à procriação. A palavra “estéril”, por exemplo, não existe mais. Afinal, homens jamais seriam estéreis e mulheres estéreis nunca seriam consideradas mulheres.

Abaixo, alguns trechos:

...quando mataram a tiros o presidente e metralharam o Congresso, e o exército declarou um estado de emergência. Na época, atribuíram a culpa aos fanáticos islâmicos.

Foi então que suspenderam a Constituição. Disseram que seria temporário. Não houve sequer nenhum tumulto nas ruas. As pessoas ficavam em casa à noite, assistindo à televisão, em busca de alguma direção.

Excitação sexual e orgasmo não são mais considerados necessários; seriam meramente um sintoma de frivolidade, como ligas rendadas ou pintas falsas: distrações supérfluas para os volúveis. Fora de moda.

Ó Deus, Rei do Universo, obrigada por não ter-me criado homem. Ó Deus, oblitera-me. Torna-me fecunda. Mortifica a minha carne; para que eu possa ser multiplicada. Permite-me ser preenchida.

Renuncio a meu corpo voluntariamente, para submetê-lo ao uso de outros. Eles podem fazer o que quiserem comigo. Sou abjeta. Sinto, pela primeira vez, o verdadeiro poder deles.

O livro está entre os mais vendidos desde que Donald Trump foi eleito. Provavelmente, porque passou a ser considerado profético. Exagero? Tomara que sim.

Leia também: O estupro como arma racista

2 comentários:

  1. Pesadelo utópico? Seria antiútópico, não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, seria distópico. Mas distopia também pode ser uma utopia negativa assim como um pesadelo pode ser um sonho ruim.
      Valeu
      Abraço

      Excluir