quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Presente de Natal para os banqueiros europeus

O Banco Central Europeu (BCE) aprovou um empréstimo de quase 490 bilhões de euros a 523 bancos afetados pela crise na Zona do Euro. São praticamente todos os bancos da região. Receberam um enorme presente de Natal. Os juros cobrados serão de 1% ao ano pelo período de três anos.

A idéia é que o dinheiro seja usado para compra de títulos da dívida da Espanha e da Itália. Papéis que estão pagando juros de mais de 5%. Ou seja, um lucro enorme garantido.

Desse modo, os bancos se recuperariam ao mesmo tempo em que ajudariam a bancar as dívidas públicas da região. Mas não há garantia de que isso venha a acontecer. Até porque o valor liberado mostra que a situação é ainda mais grave do que se esperava.

As previsões eram de um rombo de, no máximo, 250 bilhões de euros. É possível que vários desses bancos usem a dinheirama apenas pra se manter longe da falência.

Mesmo que os banqueiros façam o que o BCE espera, a única coisa certa é a continuidade da terrível situação social dos povos europeus. Para estes, o Natal já está sendo dos mais amargos.

Leia também: Os riscos de um apocalipse europeu

Nenhum comentário:

Postar um comentário