segunda-feira, 7 de junho de 2010

Copa do Mundo: pra torcer e distorcer

A Copa do Mundo vem aí. Muito “oba, oba” nos meios de comunicação. Pouca informação, debate, contextualização. Uma exceção foi o programa “Ver TV”, do Canal Brasil, do dia 06/05. Os convidados eram Sócrates, ex-jogador, e o jornalista José Cruz, do portal UOL.

O apresentador do programa, Laurindo Leal Filho, chamou a atenção para o tipo de cobertura da TV: “Acompanha até o café da manhã dos jogadores, mas nada de debater a situação do esporte no país”. Sócrates afirmou que a TV vende atitude, aparência, comportamento, moda. Mas, é incapaz de vender educação. E vender esporte sem educação é um crime, disse ele.

Segundo o ex-jogador, tudo se resume a construir estádios e ginásios caríssimos, que viram elefantes brancos. Enquanto isso, está no Congresso uma proposta de revisão da Lei Pelé. Sócrates disse que a lei ainda pode ficar ainda mais suave para os administradores irresponsáveis ou corruptos dos clubes. Além disso, já foi dado sinal verde para obras para a Copa de 2014, sem necessidade de licitações.

José Cruz lembrou que o tal “legado” do PAN 2007 continua revelando prejuízos aos cofres públicos. Como exemplo, citou 880 aparelhos de ar-condicionado novinhos, ainda na caixa. Seriam usados no evento, mas foram encontrados num galpão após seu encerramento.

Nada disso aparece na voz irritante de um Galvão Bueno. Enquanto a multidão torce, a grande mídia faz sua parte. Distorce uma paixão popular para favorecer os cartolas do esporte, da política e do capital.

Um comentário:

  1. Um bom lugar onde se discute os problemas do esporte... e suas distorçoes nacionais... e sai dos contexto do bla bla bla...da imprensa esportiva do nosso pais... e o canal ESPN Brasil... que sempre busca uma holistica diferente do que ta acontecendo no esporte... com assuntos embasados por pessoas como por exemplo...Juca Kfuri (sociologo / jornalista esportivo)... que tem um programa só seu no canal... pena muita pena que ele... e canal pago por assinatura... não podendo levar tais informaçoes a grande maioria das pessoas...

    ResponderExcluir