segunda-feira, 14 de junho de 2010

O negócio da China é capitalista

Desde janeiro, 11 operários da Foxconn, na China, se mataram. O primeiro deles foi Max Xiangqian, de 19 anos. Operário, ganhava 1 dólar por hora. Durante o horário de trabalho não podia falar. Banheiro, só três vezes por dia. Deixou uma carta em que dizia viver como escravo.

Interessa aos capitalistas chamar a China de comunista. Mas o que acontece lá não passa de capitalismo. Em pleno funcionamento. A Foxconn fornece equipamentos para empresas como Apple, Dell, HP e Nintendo.

A Revolução Chinesa foi um episódio heróico. Mas, de socialista só tinha o nome. Na verdade, foi uma luta de libertação nacional. Influenciado pelo capitalismo de Estado soviético, Mao Tsé-Tung queria um Estado chinês poderoso na competição global.

Mas foi sob comando Deng Xiaoping que a China virou potência mundial. O capitalismo estatal abriu-se ao mercado mundial. Com uma imensa população obrigada a vender sua força-de-trabalho, a super-exploração é o verdadeiro segredo do “milagre chinês”.

Pra ter uma idéia, a onda de suicídios levou a Foxconn a conceder um aumento salarial. Sabe de quanto? Setenta por cento! O tamanho do reajuste denuncia a dimensão da exploração.

Os trabalhadores chineses sempre lutaram. Só que agora a resistência operária começa a ficar do tamanho conquistado pela economia chinesa no cenário mundial. Não há de ficar nos suicídios. Muitas outras lutas ainda devem surgir. Contra a morte voluntária que o capitalismo representa.

3 comentários:

  1. Gostei muito deste texto, temos que ficar sempre ouvindo alguem falar da China: "É uma ditadura comunista", mas sempre se esquecendo de que compram essa mercadoria. De duas uma, ou vivemos todos no comunismo ou no capitalismo. Nos dois ao mesmo tempo não dá.
    Sérgio, aproveitei e tomei a liberdade de publicar o texo do Aldo Rebelo no site que ajudo a fazer www.outubrovermelho.com.br

    ResponderExcluir
  2. Definitivamente! O que deveria investir no ser humano não passou de uma manobra para a intensificação da exploração capitalista.
    O trabalho tão suado que deveria 'voltar' com investimento na melhoria das condições de vida dessas pessoas é mais um regime de servidão...
    Suicídio tem causa coletiva...

    ResponderExcluir