terça-feira, 24 de novembro de 2015

Vende-se um planeta usado...

Em dezembro, acontece a 21ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP-21). Será em Paris e tem por objetivo assinar um novo compromisso entre os chefes de estado pela redução da emissão dos gases que causam o aquecimento global. O documento deverá substituir o Protocolo de Kyoto, cuja validade termina em 2020.

Mas a péssima vontade política que os governos têm demonstrado em relação ao meio ambiente é diretamente proporcional ao apoio financeiro que recebem das grandes empresas poluidoras do planeta. Portanto, melhor pensar em uma trilha sonora adequada ao momento. Que tal a música “Classificados”, de Daniel Carezzato, Luciana Bugni e Marcos Mesquita?

Vende-se um planeta usado
 7 bilhões de únicos donos
 Em médio estado, mas sem as calotas

 Com o teto cheio de buracos
 O radiador enguiçado
 E água salgada no tanque de gasolina

 Zilhões e zilhões de quilômetros rodados
 Injeção só na testa a essas alturas
 Aceita-se troca por um planeta mesmo que avermelhado

 Vende-se um planeta usado
 No porta-luvas, duas guerras guardadas
 Com furos no estepe e o eixo inclinado

 Com o porta-malas repleto de fome
 Ar condicionado invertido
 Desgraças no rádio e painel com ruído

 Sem direção, hidráulica seca
 Os cintos já não seguram mais nada
 Aceita-se troca por um planeta sem pneus em órbita

 A Estrela D'Alva é a luz do freio...

 Vende-se um planeta seminovo
 Garantia estendida até o fim de 2014
 Aceita-se troca...

A canção foi gravada por Tom Zé, Daniel Carezzato e Lia Bernardes e faz parte do CD “O fim está próspero”, da banda “1/2 Dúzia de 3 ou 4”.

Leia também:
A crise ambiental, a cota do xixi e a cota de merda
COP-19: uma comédia que provoca choro

Um comentário:

  1. Gostei. Chega de lutas vãs. Vamos passar pra frente logo esta merda e pronto.

    ResponderExcluir