quinta-feira, 28 de julho de 2016

Cuba a um passo de um grave retrocesso

O escritor cubano Leonardo Padura publicou em 16/07, na Folha, o artigo “Período Especial outra vez?”. Ele refere-se a um momento terrível na história de Cuba, durante a década de 1990, por ele assim descrito:

Cortes de eletricidade prolongados, escassez de alimentos, paralisação praticamente total do transporte público, inflação incontrolável –essas foram algumas das realidades do país durante anos em que Cuba ficou economicamente só, antes e depois do desaparecimento da URSS e sob a pressão então aumentada do embargo norte-americano...

A ameaça de retorno de dificuldades tão grandes se deveriam à crise por que passa a Venezuela, principal parceira econômica da ilha e sua maior fornecedora de petróleo. O país de Chávez seria uma espécie de sucessora da União Soviética na relação de dependência externa de que a economia cubana nunca conseguiu se livrar.

O mais triste disso tudo é que o maior candidato a herdar a economia da ilha como sua dependente é exatamente o imperialismo estadunidense. O mesmo que 70 anos atrás usava Cuba como seu prostíbulo particular até que a Revolução acabou com a humilhação.

O governo americano parece estar trocando sua política criminosa de bloqueio a Cuba pelo abraço mortal de um urso. É muito provável que o preço a ser pago por alguns poucos investimentos na ilha seja uma invasão pacífica, mas fatal para sua autonomia econômica e conquistas sociais.

Infelizmente, um desfecho tão triste deverá ser obra do próprio regime, com os Castros à frente. Uma tragédia de que os socialistas precisam tirar as mais duras lições.

Leia também: Cuba: de volta aos bordéis?

Um comentário:

  1. Triste notícia. Apesar de alguns pesares tenho carinho pela ilha.

    ResponderExcluir