terça-feira, 27 de julho de 2010

Ficha Limpa, jogo sujo

A lei conhecida como Ficha Limpa pode tornar-se arma perigosa contra os que lutam pelas causas populares. É o que está acontecendo com o candidato a vice-governador do PSOL de São Paulo. Trata-se de Aldo Santos, cuja candidatura foi impugnada ontem pela Procuradoria Regional Eleitoral.

Contra ele não há suspeita alguma de corrupção. Santos foi vereador em São Bernardo do Campo. Em 2003, seu mandato apoiou o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto durante a ocupação de um terreno. Uma atitude digna, de quem não abandona os que lutam. Por isso mesmo, está sendo perseguido.

Ao mesmo tempo, o deputado federal Zequinha Sarney (PV) teve sua candidatura à reeleição confirmada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. Pelos critérios da nova lei, estaria impedido de concorrer. Mas, é de confiança dos poderosos. Por isso mesmo, foi deixado em paz.

Em São Paulo, a candidatura de Maluf (PP) pode ser impugnada. O candidato a governador de seu partido não se abala. Celso Russomano diz que conta com os votos dos malufistas. A nova geração desse tipo de político certamente está preparada para se aproveitar da velha tolerância em relação ao “rouba, mas faz”.

No Rio de Janeiro, os problemas atingem o vice de Serra. O deputado federal Índio da Costa (DEM) foi um dos relatores do projeto Ficha Limpa. Mas, está sendo investigado pela CPI da Merenda Escolar. Ele estaria envolvido em irregularidades cometidas quando era secretário municipal de César Maia. Sua candidatura está mantida por liminar judicial.

Não lavou, nem tá novo. Sujeira mesmo é o que estão fazendo com os lutadores sociais.

Um comentário:

  1. Ficha Limpa faz sua primeira vítima no Movimento Social

    http://tsavkko.blogspot.com/2010/07/ficha-limpa-faz-sua-primeira-vitima-no.html

    ResponderExcluir