terça-feira, 27 de novembro de 2012

O Maracanã é nosso. Os royalties, da galinha

O governador Sérgio Cabral convocou grande manifestação no centro do Rio de Janeiro. Dispensou servidores públicos do trabalho e garantiu transporte de graça para os manifestantes. O motivo para tanta mobilização é a tal redistribuição dos royalties do petróleo. Cabral diz que o Estado está sendo roubado em seus direitos. Especialmente, no caso da exploração do petróleo da camada pré-sal.

O problema é que o recurso nem começou a ser explorado. Ou seja, estão tentando fazer omelete com o ovo ainda dentro da galinha. Além disso, o óleo está localizado na plataforma continental, não em território fluminense. O Rio pode até ficar com uma parte maior dos royalties para compensar eventuais problemas ambientais. Mas não com a parte que caberia a um “estado produtor”, já que não é disso que se trata.

Por fim, alguém realmente acha que Cabral está preocupado com a população do Rio? Logo ele, que é amigão das empreiteiras? Que teve viagens pagas pela construtora Delta? Para o governador, os royalties são mais uma galinha que tem ovos de ouro para dividir com os grandes empresários.

Ao invés de participar dessas manifestações chapa-branca, vamos engrossar as mobilizações contra as remoções das populações pobres devido às obras para a Copa e Olimpíadas. Todos ao Maracanã em 01/12, às 10 horas. É o ato "O Maraca é nosso!", organizado pelo Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas. É o lançamento da campanha contra a privatização do Maracanã, já anunciada por Cabral.

Leia também: Tá vendo aquele estádio, moço? Ajudei a construir...

4 comentários:

  1. Muito mais do que isso, camarada! Precisamos lutar para o abandono das fontes fósseis de energia. O pre-sal tem de ficar onde está. Peço que leiam com atenção os links a seguir:

    http://oquevocefariasesoubesse.blogspot.com.br/2012/11/cop18-sensibilidade-climatica-e.html

    http://oquevocefariasesoubesse.blogspot.com.br/2012/11/pela-extincao-dos-combustiveis-fosseis.html

    http://outrapolitica.wordpress.com/2012/11/26/focus-on-the-global-south-position-paper-on-climate-change/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, Alexandre. Concordo com você. O texto era mais pra agitar o ato de sábado. Abraço

      Excluir
  2. Cabral está defendendo os interesses do estado do Rio de Janeiro. E se os estados tem que dividir o petróleo, deveriam também dividir todos queles que extraem recursos naturais do subsolo.

    ResponderExcluir
  3. Cabral defendendo os interesses do Rio de Janeiro? Me diga uma coisa, Cavendish, dono da Delta, é carioca ou fluminense? Se for, concordo com você, mas os interesses defendidos são bastante minoritários.

    ResponderExcluir