sexta-feira, 22 de julho de 2011

Presente de grego para os gregos

Os gregos venceram a guerra contra Tróia dando um presente aos inimigos. Era o famoso cavalo de madeira recheado de soldados. Desde então, presente de grego virou sinônimo de coisa indesejada.

Agora, veio a vingança. É o pacote de ajuda econômica à Grécia. No total, são 109 bilhões de euros. A princípio, parece bom. Não deixa de representar um calote parcial. Uma pequena derrota para os banqueiros. Não é bem assim.

Em primeiro lugar, a Grécia não tem a menor condição de pagar uma dívida que representa 160% de seu PIB. Há algumas décadas que dívidas públicas não são feitas para serem quitadas. Servem apenas para sugar recursos públicos através do pagamento de seus juros. Sangria que atende aos interesses de minorias que controlam grandes corporações e países.

Em segundo lugar, os recursos que vêm do pagamento dessas dívidas já têm destino. Não são usados apenas para que banqueiros e empresários comprem carrões, mansões, iates, propriedades. Vão, principalmente, para grandes operações financeiras nos mais diferentes pontos do planeta.

É por isso que a aprovação do pacote envolveu tantas negociações. Era preciso ver quanto da dívida podia ser perdoado sem causar um efeito dominó na economia mundial. Ainda assim, nada garante que os cortes feitos não venham a causar problemas não se sabe onde, nem como.

De qualquer maneira, o cavalo de madeira já está dentro dos muros gregos. São as medidas que punem a maioria de seu povo. A sangria continua.

Leia também: A Europa corroída por sua moeda

Nenhum comentário:

Postar um comentário